31/03
Slow travel - viaje com calma

Tirar férias é sempre uma delícia…Será? Há relatos de pessoas que, na ânsia de conhecer todos os pontos turísticos de um lugar, de não perder nenhuma foto e de viver todas as experiências, voltam das férias mais cansado que saíram. O slow travel surgiu como uma reflexão do ato de viajar, repensando situações que causam mais estresse que prazer numa viagem. 

A ideia é fazer viagens mais lentas e aprofundadas, curtindo tudo que o destino tem a oferecer sem pressa, dando valor à qualidade do passeio e não à quantidade de atrações visitadas. Bora ver algumas dicas de como adotar esse estilo de viagem?

 

  • Se você é iniciante no modo slow, escolha um destino com opções mais calmas, de convívio com a natureza, para facilitar o processo. 
  • Por dia, escolha uma ou duas atividades apenas e foque em saber e aproveitar tudo que oferecem, conversando com pessoas da região, por exemplo. 
  • Sempre que der, prefira fazer passeios a pé ou de bicicleta, observando tudo  - assim você aproveita o caminho, além do local que irá conhecer. 
  • Procurar saber sobre restaurantes e lojinhas que os moradores frequentam. Além de mais baratas, vão te oferecer uma experiência real do local em que está. E você ainda ajuda os pequenos comerciantes. 
  • E, para se graduar no slow travel, que tal deixar a fotografia do celular um pouco de lado e escrever seus sentimentos sobre o que viver num diário de viagem? Ah! vale valorizar suas histórias com fotos de uma câmera fotográfica… daquelas que a gente revela, lembra? 

 

Slow travel em Imbassaí

Escondido em meio aos coqueiros do litoral norte da Bahia, fica Imbassaí, um destino perfeito para uma viagem em modo slow, pois convida ao ócio em sua melhor definição. Lá, o tempo segue sem pressa, o lazer é perfeitamente simples e a natureza contribui para o sossego do corpo e da mente. 

Entre as atividades que você pode fazer por lá dentro da filosofia slow travel estão: andar na praia, dar um mergulho no rio, passear pela ciclovia, sentar na praça à noite para ver a lua, conversar com os moradores, se arriscar num esporte radical, fazer uma aula de capoeira, comprar nas lojinhas de artesanato local, comer nas barraquinhas da praça, passar o dia numa varanda com um bom livro.Com certeza, você volta para casa novinho em folha!